NOSSO ROTEIRO EM MEGÈVE: hotel, passeios e restaurantes

HOSPEDAGEM:

Ficamos hospedadas no Hotel Au Coeur de Megève que, como o próprio nome sugere, fica no coração da cidade. Bem localizado, charmoso, aconchegante, foi cuidadosamente decorado como uma instalação típica da montanha. Da varanda do quarto, tínhamos uma bela vista das montanhas e da Place de l’Église. Para completar o cenário, embaixo da janela passava um riacho, que transmitia um som bucólico para dentro do quarto.

IMG_1235

IMG_1195 IMG_1196

IMG_1518  IMG_1597

PASSEIOS:

A cidade é bem pequena e encantadora. É possível conhecê-la em poucas horas e ainda esticar até o Chemin du Calvaire (Caminho do Calvário), acessível por caminho bastante sinalizado. O Chemin é um monte onde foi reproduzido Calvário de Jerusalém, construído entre 1840 e 1878. Ali, destacam-se as paisagens que vão se formando à medida que subimos. Foi lá que vimos os primeiros flocos de neve caindo, quase imperceptíveis aos olhos. Foi uma caminhada muito agradável.

Marinheira de primeira viagem em baixíssimas temperaturas e elevadas altitudes, aproveitei o que a cidade tem de mais típico e atraente: a neve! Ficar na varanda do quarto assistindo a neve cair, cobrindo os telhados das casas e os carros, foi um espetáculo. Em poucas horas de neve, a pequena cidade parecia a cidade do Papel Noel que tanto ocupa nosso imaginário ocidental.

Como as estações de esqui estavam fechadas, passeamos bastante pelas ruas da cidade, observando a dinâmica da neve: as crianças indo à escola, eufóricas com tanta neve, os moradores locais tirando a neve dos carros, turistas deslumbrados com o charme da cidade branca.

IMG_1696 IMG_1725 IMG_1759 IMG_1771 IMG_1841 IMG_1856

Como os preços da cidade eram exorbitantes, optamos por frequentar apenas um restaurante por dia, no jantar. Durante o dia fomos ao supermercado local e compramos especiarias da região e voltamos para o hotel. Aproveitamos o clima e compramos champagne para gelar na varanda do hotel. Foi uma ótima ideia!

IMG_1649

RESTAURANTES:

Fora do período de alta estação, Megève é uma cidade pacata. Com comércio de luxo e restaurantes badalados, atrai turistas que buscam exclusividade. Assim que chegamos, sentamos, inadvertidamente, para lanchar num café sem muitos atrativos. Nossa conta nos levou à realidade local: 30 euros por 2 crèpes de chocolate!

Conhecendo os elevados preços locais, escolhemos com cautela nossos destinos gastronômicos. Aproveitamos para esgotar toda a nossa cota de fondue e raclette, ambas especialidades savoyardes. Em Megève, bem como nas outras cidades que visitamos nos Alpes, é necessário reservar os restaurantes com antecedência, principalmente na alta temporada. Mesmo não tendo ido nesse período, achamos prudente fazer reserva naqueles que mais queríamos conhecer.

No primeiro dia em Megève, jantamos no Le Torrent. Ali, escolhemos o fondue tradicional reinventado pela casa, acompanhado de pão e batata. Fomos muito bem recebidas, como em todos os restaurantes da região. O ambiente era aconchegante e rústico, estilo chalé da montanha. Foi uma noite divertida e deliciosa. Pagamos 77,50 euros pelo prato, por uma taça de cidra, uma taça de vinho e uma água com gás. Estava dentro do valor cobrado na região. Afinal, era um dos restaurantes mais indicados da cidade, fomos sabendo que o preço deveria ser mesmo exorbitante. Resolvemos aceitar a ideia de que estávamos em outra lógica monetária.

IMG_1474 IMG_1491

O jantar do dia seguinte foi reservado no próprio restaurante, no dia em que chegamos na cidade. O escolhido foi o Flocons Village, do renomado chefe três estrelas do Michelin, Emmanuel Renaut. Muito sofisticado, o ambiente era o oposto do restaurante do dia anterior, com decoração contemporânea e clean. Os pratos são todos feitos com ingredientes regionais, servidos cuidadosamente por etapas. Pedimos dois menus de três etapas, para podermos experimentar o máximo de sabores possíveis. De entrada, comi nems de reblochon (espécie de rolinho de queijo regional) servidos na pedra. O prato principal foi Bavette de Boeuf et Gratin Savoyard (carne com batata gratinada). A sobremesa foi Mousse de Chocolat Blanc, Compotée de Fruits et Meringue (mousse de chocolate branco, compota de frutas e merengue).

IMG_4373 IMG_4369

IMG_4362 IMG_4365 IMG_4366

O outro menu teve a seguinte sequência: Risotto aux Champignons et Fromage de Montagne (risoto de champignon e queijo da montanha) como prato principal, Saint Jacques Ròtie, Beurre Blanc et Fricassée de Légumes d’Automne (vieira com manteiga branca e legumes de outuno) de prato principal e, de sobremesa, Coulant au Chocolat, Orange, Glace Vanille (bolo de chocolate com molho de laranja e sorvete de baunilha).

IMG_4361 IMG_4364IMG_4368