VIAGEM PELOS ALPES FRANCESES: roteiro de 7 dias em Annecy, Megève e Chamonix

O inverno havia chegado e, com ele, crescia a nossa vontade de viver a experiência da neve. Saímos em busca dos destinos com neve garantida em dezembro na Europa, cada vez mais raros frente às mudanças climáticas. Como nossa base era Paris, escolhemos os Alpes Franceses. Compostos por inúmeras cidades de charme, os Alpes possibilitam variados roteiros. Tínhamos apenas 07 dias e, com foco na neve, escolhemos as cidades de Annecy, Megève e Chamonix. Nossa viagem ocorreu entre 6 e 12 de dezembro de 2014.

IMG_1957

Em rumo a Chamonix

Annecy, considerada uma das Beaux Villages francesas, figurava há tempos na nossa lista de desejos. Conhecida como La Venise Savoyarde (a Veneza do Savoie) ou La Venise des Alpes (a Veneza dos Alpes), é uma pequena cidade medieval entremeada por canais, um charme! Localizada no Departamento do Haute-Savoie, fica encravada entre os maciços de Bornes e Bauges, na margem norte do Lago de Annecy. Simbolicamente, é a entrada dos Alpes Franceses.

Canal em Annecy

Canal em Annecy

Típica cidade dos Alpes, Megève exala charme, aconchego e luxo. É destino de inverno das elites europeias desde 1920, tendo como marca a exclusividade, com spas, alta culinária, alta costura, estações de ski e preços estratosféricos. Construída nos entornos de um burgo medieval do século XIV, Megève preservou sua autenticidade, materializando e eternizando a arte de viver nas montanhas. Com charmosas casinhas de madeira e ruelas de paralelepípedo, fica situada no coração do Massif du Mont Blanc e oferece acesso às áreas de ski do Mont d’Arbois/Princesse, de Rochebrune/Cote e de Jaillet.

IMG_1856

Megève – Place de l’Église

Chamonix, a mais célebre cidade dos Alpes Franceses, fica localizada no Massif du Mont Blanc, nos arredores das Aiguilles Rouges e, especialmente, da Aiguille du Midi. Atrai skiadores e alpinistas do mundo inteiro, oferecendo uma atmosfera jovial e descontraída. Com menos charme e mais turística que as anteriores, tem como pontos fortes a natureza e as estações de ski, constituindo um polo esportivo de inverno.

IMG_2784

Chamonix

Definidos os destinos, decidimos que percorreríamos nosso roteiro de trem, considerando nossa pouca experiência em estradas sinuosas cobertas de neve. A escolha foi acertada, viajamos com segurança e facilidade. Dividimos nosso roteiro da seguinte forma:

1º Dia – ANNECY

Saímos de Paris, pela Gare de Lyon, no trem (TGV) das 6h40min e chegamos às 10h30min em Annecy. Fomos andando da rodoviária ao Centro Histórico de Annecy. Nesse momento, foi importante não confundir Annecy Centre Vieille Ville (centro histórico de Annecy) com Annecy-Le-Vieux, cidade vizinha.

Atravessamos a Porte Sainte-Claire, uma das entradas do centro, e caminhamos pela bela Rue Sainte-Claire até encontrarmos o café La Buvette du Marché, onde tomamos nosso café com croissant. Concorrido, demoramos para conquistar uma mesa ali. Com clientela composta por locais e turistas, é um local animado para iniciar o dia.

A Rue Sainte-Claire, uma das principais da cidade, merece ser percorrida lentamente, com paradas nas inúmeras lojinhas charmosas. Aproveitamos para comprar enfeites de Natal, com larga oferta no comércio local. Após breve passeio, caminhamos até nosso hotel, o Ibis Centre Vieille Ville, onde fizemos check-in. Com localização privilegiada, o hotel oferece praticidade e conforto, a preços econômicos.

Ainda nesse dia, passeamos pelas ruelas que margeiam o rio Thiou, que desemboca no Lac Annecy. No caminho, encontramos a Feira de Natal, com barraquinhas com produtos locais. Ao lado da Feira, fica a famosa Pont Perrière, com vista sublime para o Le Palais de l’Île, principal cartão postal de Annecy.

Dali, passamos pelos belos prédios da Église Saint-François d’Annecy e da Mairie de Annecy, na Place de l’Hôtel de Ville. Após, passeamos pelas margens do Lac Annecy e caminhamos pelo parque Jardins de l’Europe, até alcançarmos a romântica Pont des Amours. O local é indescritivelmente belo e romântico, imperdível.

Voltamos então ao centro e visitamos a Église Notre Dame de Liesse, em estilo neoclássico, localizada ao lado da antiga prefeitura. Nesse momento, resolvemos nos perder nessa bela cidade e caminhamos sem rumo certo, apreciando cantinhos inusitados. Acabamos perdendo o horário do almoço, oferecido pela maioria dos restaurantes somente até as 15h00.

No jantar, nos deslocamos ao restaurante Le Freti, mas não conseguimos mesa, estava cheio e sequer aceitava espera. Fizemos reserva para o dia seguinte e fomos em busca de outro restaurante. Escolhemos então o L’Apin, onde somente conseguimos mesa sem reserva porque chegamos às 19h00. Ali, finalmente entendemos que sempre precisaríamos de reserva para conhecer os melhores restaurantes da região.

Depois do jantar, passeamos pela Feira de Natal, onde tomamos um chocolate quente e curtimos o frio. As luzes e decoração de Natal deixam a cidade linda! Para encerrar o dia, tomamos uma cerveja no Café des Arts, localizado ao lado do Palais de l’Île.

2º Dia – ANNECY

3º Dia – ANNECY/MEGÈVE

Saímos de Annecy às 11h30min, em trem com destino à Gare Sallanches/Combloux/Megève, localizada na cidade de Sallanches. Descemos ali, onde pegamos um ônibus para Megève. Essa pequena cidade, localizada no topo de uma montanha, é acessível apenas por carro ou ônibus. Os ônibus, da companhia LIHSA, têm horários fixos e constantes. O bilhete, que compramos com o motorista, custou 3,50 euros. O trajeto levou 20 minutos, em estrada sinuosa.

Em Megève assistimos à neve cair. Foi encantador acordar no dia seguinte à nossa chegada com a cidade completamente coberta de neve, com os telhados e ruas branquinhos.

4º Dia – MEGÈVE

5º Dia – MEGÈVE/CHAMONIX

Na saída de Megève para Sallanches nos complicamos um pouco, pois saímos muito cedo e, inocentemente, pensamos que seria fácil conseguir um táxi  sem agendamento prévio. Se não fosse a ajuda da atendente do hotel, teríamos perdido nosso trem.

Saímos de Sallanches/Megève, às 08h50, em trem com destino a Chamonix. A viagem durou apenas 1 hora, tempo suficiente para nos encantarmos com a subida dos Alpes, caminho cuja beleza foi potencializada pela queda da neve.

6º Dia – CHAMONIX

7º Dia – CHAMONIX/PARIS

Saímos de Chamonix em direção à Paris Gare de Lyon. O trajeto começou às 17h10 e finalizou às 22h50, afinal, praticamente atravessamos todo o território francês. Sem dúvida, voltei transformada dessa viagem. Aquelas paisagens, temperaturas, sensações e experiências tão novas e diferentes para quem está acostumada com a estética e clima tropical não passam despercebidas. Certamente, essa viagem foi uma das mais encantadoras dentre as que realizamos durante o ano em que estivemos na França.

[Em andamento]