AMSTERDAM: programação e roteiro de 3 dias

Viajamos para Amsterdam durante a primavera. Que escolha acertada!! Passamos três dias do mês de abril (20, 21 e 22) na florida capital da Holanda. Aqui contamos como foi nossa experiência, sobretudo nossa programação.

IMG_6466

Um canal de Amsterdam


TREM PARIS – AMSTERDAM:

Saímos de Paris de trem às 08h25 e chegamos em Amsterdam às 11h42. Partimos pela Gare du Nord e chegamos pela Station Centraal de Amsterdam. Compramos as passagens pelo site Voyages SNCF (clique aqui para ter acesso ao site), tendo pago €129,00 por pessoa. Como compramos as passagens em data muito próxima do embarque, pagamos um preço bem elevado. É possível encontrar o trecho por um valor menor, basta programar e comprar com antecedência.

IMG_6489

Station Centraal de Amsterdam


HOSTEL EM AMSTERDAM

Em Amsterdam ficamos hospedadas no Stayokay Hostel Amsterdam Vondelpark. Escolhemos ficar num hostel porque éramos cinco e poderíamos dividir um quarto somente entre nós. Além disso, queríamos economizar, pois, como já falado, a viagem foi programada sem muita antecedência.

Ainda procuramos por hotéis, mas os valores estavam muito elevados, as opções eram poucas. Resolvemos focar então em outros itens, como localização. A localização do Stayokay Hostel era perfeita, ao lado do Voldenpark. De lá, pudemos fazer todos os passeios andando ou de bicicleta. Pegamos táxi apenas à noite, quando estava tarde. As três diárias custaram R$ 2.146 (para cinco pessoas), incluindo o café da manhã. Como dividimos esse valor, então ficou relativamente barato.


PROGRAMAÇÃO DO ROTEIRO EM AMSTERDAM

Tínhamos muitas expectativas, pouco tempo e éramos cinco. Tentamos conciliar, da melhor forma possível, todos os desejos nessa viagem. Desta forma, dedicamos o primeiro dia aos passeios na Het Museumplein (Praça dos Museus) e no Red Light District. O segundo dia foi dedicado aos passeios urbanos, incluindo o bairro Jordaan, as cervejarias artesanais e o Bloemenmarkt (mercado de flores flutuante). No último dia fomos ao Keukenhof, famoso campo de flores, finalizando com um passeio de barco pelos canais de Amsterdam. Ah, as bicicletas também entraram no roteiro. Grande parte dos passeios foram feitos com ela.

IMG_6447

Arquitetura típica de Amsterdam


ATRAÇÕES EM AMSTERDAM

Para além das tulipas, Amsterdam tem múltiplos motivos para atrair viajantes à procura de passeios urbanos, arte, cultura, natureza e uma relativa dose de “liberdade” (com os coffees shops e o Red Light District).

Destaco três aspectos que deixam a cidade especialmente encantadora (não, não é a Casa Anne Frank):

  • Os inúmeros canais que cortam o centro da cidade, que lhe conferem um toque de charme e romantismo.
  • A praça dos museus (Het Museumplein), que reúne o Rijks Museum (Museu de Arte e História), o Stedelijk Museum (arte moderna) e, principalmente, o Van Gogh Museum.
  • E a possibilidade, por mais conturbada que possa parecer, de alugar uma bicicleta e sair margeando os canais, com direito ao incontornável passeio pelo Voldenpark.

Como uma amante de rios e canais que, aparentemente, contrastam com os cenários de grandes centros urbanos, considero imperdível um passeio de barco no final da tarde.Quando você não possui mais forças para caminhar, é possível conhecer novas áreas usando esse charmoso meio de transporte, com tranquila visualização da dinâmica da cidade que se estende para além dos prédios centenários do centro histórico. No passeio de barco, é possível avistar, por exemplo, o belo NEMO (Museu da Ciência), prédio ultramoderno que possui a forma de proa de um navio.

Ao lado dos passeios tradicionais, visitamos a Brouwerij ‘t IJ, uma cervejaria artesanal localizada aos pés de um antigo moinho de vento, onde nos deliciamos provando as inúmeras cervejas ali produzidas. A escolha foi uma alternativa à já clássica Heinekem Experience.

Amsterdam é um destino europeu imprescindível, sobretudo na primavera!

IMG_6485

Estacionamento de bicicletas em Amsterdam