GRÉCIA: um dia em Atenas

Começamos a jornada animadas para conhecer um pouco de Atenas, afinal só teríamos um dia ali. Nossa primeira atitude foi comprar as passagens de ferryboat para Mykonos, já que não compramos com antecedência pela internet. O recepcionista do hotel nos indicou uma agência nas redondezas. O valor da passagem individual foi € 49,00 (club class) + € 1,00 de taxa pela compra com cartão de crédito. Fomos pela empresa Master Jet, saindo pelo porto de Pireus, cidade vizinha. Existem duas categorias de passagens: club class e economy. A diferença é basicamente o conforto das poltronas. Nos meses de julho e agosto (alta estação), é recomendado comprar com antecedência os bilhetes.

Depois disso, seguimos andando em direção à Acrópole (Acropolis). No caminho, passamos pelo Sítio Arqueológico da Biblioteca de Adriano (Library of Hadrian), o primeiro sítio que apareceu no nosso trajeto. Lá, compramos nossos ingressos para o complexo da Acrópole (€12,00 o bilhete individual). O ingresso vem com os tickets específicos para cada sítio, que são destacados em cada entrada. Não havia fila, a compra foi tranquila. Aliás, os ingressos são vendidos em todos os sítios, vimos fila apenas na Acrópole.

IMG_0550

Pelo percurso escolhido, nossa primeira visita então foi à Biblioteca de Adriano (Library of Hadrian), construída pelo imperador romano Adriano entre 132-134 d.c. Este sítio conserva parte da sua antiga estrutura, com belas colunas corinthians em mármore que resistem ao tempo. O pátio desta biblioteca contava com 100 colunas, com uma cisterna ao centro.

IMG_0574

IMG_0554  IMG_0537

Após essa visita, seguimos para as enormes escadarias da Acrópole. O calor era insuportável e a quantidade de pessoas bastante considerável, tornando a subida mais cansativa. Mesmo em setembro, fazia bastante calor em Atenas.

Nossa próxima parada, já na Acrópole, foi no Teatro de Dionísio. Construído no século V a.c., foi um dos mais importantes teatros da Grécia antiga, considerada o berço do teatro ocidental. Ali, acontecem ainda espetáculos e shows, um patrimônio em plena vida.

IMG_0597

Teatro de Dionísio

Do teatro, fomos à estrela maior da Acrópole: o Partenon, templo construído para a deusa Atenas no século V a.c., considerado atualmente um dos maiores símbolos da Grécia antiga. A sua arquitetura realmente impressiona e trabalhos para a sua manutenção são constantemente realizados. No momento da visita, por exemplo, ele estava passando por um processo de restauração.

IMG_0711  IMG_0731

IMG_0641  IMG_0737

Localizado no topo da Acrópole, é possível do Partenon ter uma vista incrível da cidade contemporânea de Atenas.

IMG_0701

Ainda na Acrópole, seguimos para o Templo de Adriano, construído em homenagem ao imperador Adriano em 145 d.c.

Nesse momento, começou a chover e rumamos para o Museu da Acrópole, mas só entramos na parte aberta, incluída no nosso ingresso. Já estávamos com fome e bastante cansadas. Mesmo nessa área, o acervo é grande, com inúmeras peças encontradas nas escavações ali desenvolvidas.

IMG_0793  IMG_0788

Saímos da Acrópole as 13h30min em busca de um bom almoço. Escolhemos o restaurante Anafiotika, que, sem dúvida, nos ofereceu a melhor refeição que tivemos em Atenas. Pedimos um prato com várias opções de carne, bolinhas de queijo e de ervas e a tradicional Moussaka. Tudo custou € 32,00 e serviu tranquilamente 4 pessoas. A rua do restaurante era um espetáculo à parte, localizada em uma escadaria muito animada. A capital grega é repleta dessas agitadas escadarias, uma marca da sua boêmia.

IMG_0831  IMG_0830

IMG_0823

À tarde, saímos andando em direção ao Parlamento. No caminho presenciamos uma manifestação, fato que se tornou corriqueiro na atualidade em Atenas.

IMG_0852

Passando pela Praça Sintagma, chegamos ao Parlamento e assistimos a troca da guarda, muito engraçada, por sinal.

IMG_0869

Parlamento da Grécia – Troca de Guardas

No mesmo passo, seguimos para o Jardim Botânico de Atenas, localizado ao lado do Parlamento. Atravessando o jardim, com belos caminhos, chegamos ao Templo de Zeus. As colunas que ali restam são impressionantes, foi uma visita surpreendente.

IMG_0930  IMG_0908

IMG_0899

Templo de Zeus

Na saída, pegamos um táxi e voltamos para Plaka. O taxista foi honesto, usou o taxímetro. A corrida custou menos de €5,00.

Jantamos no Tepina, um restaurante tipicamente turístico, com estrutura enorme, localizado em uma praça (Kapnikareas). A qualidade da comida era regular, nada memorável. No entanto, saiu por um preço razoável. Um churrasco grego custou €12,00 e serviu duas pessoas.

Jantadas, voltamos exaustas para o hotel. Viajaríamos no dia seguinte para Mykonos. Pedimos para o recepcionista agendar um táxi para as 6h da manhã seguinte.